Quais são as viagens de lua de mel mais interessantes no momento? Que destinos estão em alta e prometem as melhores memórias? Onde viajar para celebrar a vida a dois em melhor estilo?

Como o mundo felizmente não é estático e a vida é movimento, os destinos de viagem também estão a todo tempo se ressignificando. E nosso esporte favorito é correr atrás dessas respostas e decifrar as tendências. 

Embora muito diferentes entre si, existe um denominador comum entre eles: são pontos que estão fora das rotas óbvias de lua de mel e que abrem uma perspectiva para além da nossa herança cultural eurocêntrica. Para resumir as tendências de 2024, podemos dizer: são destinos com culturas muito particulares e muito a ensinar. E, principalmente, que possuam aquela aura de paraísos perdidos capazes de despertar emoções fortes nos casais e aquela deliciosa sensação de descobrir o mundo juntos. Vamos a eles! 

1. TANZÂNIA

A emoção de observar de perto a vida selvagem na Tanzânia istock

O país consegue conciliar dois perfis de viagem em uma mesma jornada: a aventura dos games drives nas savanas e o lifestyle com toques de exotismo nas praias de Zanzibar.  

In loco nas savanas, o casal em lua de mel fica diante do milagre da vida em sua forma mais sublime. Um dos momentos mais emocionantes é assistir ao vivo ao fenômeno da grande migração, quando mais de um milhão de zebras e gnus passam pela região à procura de água e pasto fresco. Espalhados (na verdade, escondidos) nos parques, estão também os chamados big five – o leão, o rinoceronte, o elefante, o leopardo e o búfalo.  

Vista aérea de Zanzibar, o arquipélago fetiche da África istock

Mudando radicalmente de cenário, Zanzibar é o arquipélago fetiche da África, com suas praias de areia branca e águas azul-turquesa. Exótica por natureza, ostenta praias de tirar o fôlego e uma vida marinha colorida e animada. 

Essa é uma daquelas viagens que ficam no rol dos grandes – e melhores acontecimentos da vida.  E algo com esse significado tem muito mais graça quando compartilhado com quem amamos. Por isso, a Tanzânia é uma excelente pedida para lua de mel ou qualquer celebração romântica. 

2. POLINÉSIA FRANCESA

A Polinésia Francesa, o paraíso perdido no Pacífico istock

Comparado ao Jardim do Éden desde que assim o descreveu o explorador francês Louis-Antoine de Bougainville, o arquipélago localizado no Pacífico Sul rouba a cena principalmente com a cor do mar, que emoldura grande parte do cenário e mais parece ter sido pintado à mão.  

Praticamente intacta e sem interferência humana, a Polinésia Francesa é uma perfeita combinação de belezas naturais, praias paradisíacas e florestas com um ecossistema diversificado, tudo em perfeita harmonia. O destino também é conhecido pelos próprios habitantes como “Tahiti et ses iles”, que significa Taiti e suas ilhas, e ainda é chamado por diversos viajantes do mundo de “Paraíso Perdido”. Se a ideia do casal é se isolar no paraíso, esse é um destino ideal.

3. RUANDA

Os gorilas-das-montanhas, que reinam nas selvas de Ruanda istock

Esse país de território essencialmente montanhoso aguça a nossa curiosidade com seus extraordinários recursos naturais. Nas suas reservas com paisagens praticamente intocadas, uma vida selvagem fora do comum pode ser observada como em poucos lugares da África. Se os chamados big five reinam nas savanas, aqui os verdadeiros donos do pedaço são os gorilas. 

Um dos três lugares do mundo onde podemos ver de perto os últimos remanescentes dos gorilas-das-montanhas, o Parque Nacional dos Vulcões continua sendo a região mais conhecida por lá, encravado entre cinco vulcões que fazem parte das Montanhas Virunga e com belas paisagens com plantações de arroz e trilhas por dentro da floresta. Considerados os moradores mais ilustres da Ruanda, os cerca de 350 espécimes circulam livremente pelas colinas que habitam. O destino é daquelas escolhas para casais que procuram por uma lua de mel fora do lugar-comum.  

4. TAILÂNDIA

Chiang Mai, na Tailândia, encanta pelas sua autenticidade istock

Com suas paisagens deslumbrantes, cultura fascinante e hospitalidade calorosa, encontramos a Tailândia ancestral ao norte do país. Falamos aqui em Chiang Rai e Chiang Mai, dois destinos indispensáveis que preservam um estilo de vida tradicional e autenticidade cultural de seus habitantes.  

Chiang Rai destaca-se pelas evidências de um passado de glórias. Antiga capital do reino, é repleta de misteriosas ruínas de povos antigos e templos budistas. As tribos locais, provenientes de várias etnias, encantam pela sua cultura particular, costumes místicos, diversidade linguística e pela curiosa distinção das roupas das mulheres. 

Chiang Mai é outra parada fascinante na Tailândia. É cosmopolita, mas sem a agitação de uma metrópole e ao mesmo tempo suficientemente pequena para ainda manter o charme de vilarejo. É um lugar de coisas nunca antes vistas. Já se deparou com elefantes em treinamento no meio da selva? Pois lá é o lugar de ter essa e outras visões inéditas.  

5. CAPRI

A ilha de Capri, na Itália, esbanja beleza em sua costa istock

A Ilha de Capri tornou-se um destino almejado especialmente na década de 1950, por ter sido então “descoberta” por formadores de opinião europeus, recebendo muitos artistas famosos e outras personalidades. A deslumbrante beleza natural da ilha, com sua magnífica costa, une-se a tesouros escondidos por suas ruas estreitas, como cafés e lojas charmosas, formando um destino encantador.  

Para quem quer conhecer a ilha em todos os seus contornos, a sugestão é alugar um barco – sem dúvidas a melhor forma de conhecer e compreender o traçado da ilha e alcançar os lugares mais remotos, nem sempre acessíveis por terra.  

6. INDOCHINA: VIETNÃ, LAOS, CAMBOJA

O Rio Mekong, no Laos, um dos mais extensos do mundo istock

A Indochina é uma região que se formou entre duas grandes culturas asiáticas: a indiana e a chinesa. Engloba três países – Vietnã, Laos e Camboja – que se revelam em paisagens deslumbrantes e guardam uma rica história, admirável pela capacidade de superação e prova de que imagens mais poéticas dos que as de guerra são capazes de prevalecer. 

O Vietnã hoje remete à inspiração e a uma intrigante mistura entre o velho e o novo, em que o modo de vida rural permanece intocado e as cidades são movidas pelo comércio empreendedor.  

Laos chama a atenção pela sua geografia: além do relevo montanhoso, que garante um horizonte belíssimo para se contemplar, o país é cortado por um dos rios mais extensos do mundo, o Rio Mekong. Suas belezas estão na natureza, mas também na arquitetura, que preserva muito das heranças coloniais. 

O Camboja é dono de paisagens místicas – muitas marcadas pelo verde de florestas ancestrais. Assim como o Laos, também ostenta templos budistas e construções milenares que até hoje são consideradas sagradas. Um dos destinos imperdíveis é o complexo de Angkor, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. 

7. BUTÃO

Butão, essa pequenina nação que inspira o mundo inteiro istock

Essa minúscula nação, que se manteve isolada durante séculos, inspira o mundo inteiro pela sua sabedoria e grandeza de colocar a felicidade como valor humano central da sociedade. 

Entre o céu azul celeste, o verde das florestas, rios formados pelo degelo dos Himalaias e incríveis monastérios dependurados nas rochas das montanhas, o Butão preserva seu estilo de vida baseado nas leis do budismo. 

Quem chega nesse país conhecido como o Reino da Felicidade, mas que ainda guarda tantos segredos para nós, encontra cerca de 2 mil construções históricas, muitas que o Ocidente ainda desconhece. Em Thimpu, Punakha e Paro, três das mais importantes e inspiradoras cidades do Butão, conseguimos observar e vivenciar um modo de vida diferente, costumes que permanecem vivos há séculos e paisagens incomuns, com uma natureza absolutamente preservada. Dizem que o maior benefício de uma viagem para lá é a chance de encontrar a felicidade nos lugares mais insuspeitos. 

Além de suas belezas naturais inigualáveis e sua preciosa cultura, o Butão é um convite a boas reflexões, ao aprendizado com outras concepções de vida e, claro, ao encontro com a felicidade.

TERESA PEREZ INDICA

Reserve com a Teresa Perez

Onde Ficar

Singita Faru Lodge, Tanzânia

Situado no coração do Serengeti, o Singita Faru Faru Lodge convida os casais a uma entrega total ao poder restaurador da natureza. Com um estilo contemporâneo de décor & design, valoriza experiências ao ar livre em seus vastos decks, que garantem noites românticas sob o luar. Suas suítes parecem uma obra de arte em si com janelões através dos quais se vislumbram paisagens espetaculares.

Zuri Zanzibar Hotel & Resort, Tanzânia

Esse não é um hotel convencional formado por quartos. Suas acomodações são em vilas e bangalôs, separados um do outro para assegurar privacidade absoluta aos casais. Todos com vista para o mar e equipados com chuveiros externos e amplos terraços. A integração com a natureza é total, uma vez que as acomodações fazem parte de um enorme parque tropical. Seu spa, um luxo à parte, e as experiências gastronômicas únicas do Zuri criam lembranças preciosas para o casal.

The Brando, Polinésia Francesa

Em meio ao cenário paradisíaco da Polinésia Francesa está o The Brando, com 35 villas de frente para o mar de Tetiaroa. O resort foca seus serviços na excelência e na criação de experiências de integração com a natureza. As práticas regenerativas, que asseguram a preservação da fauna e flora locais, mantêm o arquipélago tão autêntico como quando o ator Marlon Brando resolveu comprá-lo, décadas atrás.

One&Only Gorilla’s Nest, Ruanda

Localizado em pleno Parque Nacional dos Vulcões, o One&Only Gorilla’s Nest está rodeado por paisagens selvagens. Suas acomodações são decoradas com arte local e cores vibrantes. A cozinha também celebra o que há de melhor em Ruanda, com sabores locais autênticos que se inspiram nas cores, texturas e aromas do destino. Na lista de atrativos, passeios para observação de gorilas e outras belezas do continente africano.

Four Seasons Resort Chiang Mai, Tailândia

O ambiente é genuinamente tailandês. O Four Seasons Chiang Mai está à beira de um lago e cercado de plantações de arroz. À noite, há um espaço especial para jantares românticos sob o luar. O spa é um santuário de harmonia para o corpo e a mente, com tratamentos inspirados em antigos rituais tailandeses, utilizando ervas nativas e óleos aromáticos. Da cozinha do restaurante Sala Mae Rim saem especialidades do norte da Tailândia.

Hotel La Palma, Capri

Construído originalmente em 1822, passou por completa renovação liderada pelo designer internacionalmente aclamado Francis Sultana. Nesse processo, transformou-se em um elegante e exclusivo hotel de 50 quartos e suítes. O Hotel La Palma marca a estreia da marca Oetker Collection na Itália, conhecida pela hospitalidade requintada. E revive a idade de ouro de Capri dos anos 50, criando um clima especial de romance aos casais.

Amantaka, Laos

Instalado em Luang Prabang, o hotel está cercado por jardins verdejantes, ostentando elegantes suítes com varandas e piscinas privativas. O design, minimalista, proporciona conforto e privacidade aos casais. Na gastronomia, os sabores da cozinha local se unem a inspirações ocidentais para a criação de pratos autênticos. Para inspirar, a lista de atrativos inclui programações para conhecer a cultura budista e atividades para explorar as maiores belezas do destino.

Amankora, Butão

Os cinco lodges Amankora se estendem ao longo dos vales de Paro, Thimphu, Punakha, Gangtey e Bumthang, no reino do Butão. As suítes contrastam elementos rústicos e vanguardistas, que se destacam no uso abundante de madeira, integrando a arquitetura à paisagem local. Cada um desses lodges conta com um restaurante próprio, exclusivo, que serve culinárias variadas, mas mantém pratos típicos butaneses à mesa, numa combinação interessante de referências gastronômicas que cria uma identidade personalíssima.

    Voltar ao Topo