Amanhecer cada dia em uma localidade diferente e explorar com exclusividade alguns dos cantos mais remotos do planeta – mas sem abrir mão de um serviço impecavelmente personalizado e muito conforto durante toda a viagem. Eis aí a receita de sucesso dos cruzeiros de expedição, um dos segmentos do turismo de luxo que mais rapidamente cresce no mundo todo.

Chegar a cantos exclusivos de destinos míticos como Antártica, Groenlândia, Alasca, Japão ou Ilhas Galápagos, em viagens de pura descoberta, repletas de aventura e natureza arrebatadora, longe das multidões, está cada vez mais acessível ao viajante. Os navios e iates de expedição, inicialmente originados de antigas e pouco confortáveis embarcações de pesquisa, evoluíram de maneira impressionante nos últimos dez anos.

Hoje, os cruzeiros de expedição reúnem navios e iates com tripulações em número muitas vezes bastante similar à capacidade máxima de hóspedes a bordo, o que garante conforto, sofisticação e experiências inéditas. Com seus modernos botes zodiac, caiaques, pranchas de SUP, mini submarinos e helicópteros, propiciam embarques e desembarques rápidos e descomplicados, chegam a recantos antes impensáveis para o turismo e proporcionam cotidianamente descobertas inesperadas em profundo contato com natureza, comunidades e culturas locais. Tudo isso, é claro, com acomodações espaçosas, serviço impecável, amenidades grifadas, belos spas e gastronomia de altíssimo padrão.

Caiaques disponíveis no Scenic Eclipse Divulgação

VER O QUE OS OUTROS NÃO VEEM

Com itinerários muito mais ativos, focados em fauna, flora e conservação cultural e ambiental, essas embarcações conseguem tirar o máximo proveito de cada chance de avistamento de vida selvagem – pense em pinguins, focas, leões-marinhos, golfinhos, orcas, ursos-polares e uma infinidade de pássaros, por exemplo –, sempre com premiadas equipes de expedição acompanhando os hóspedes a cada passo da jornada.

Quark Expeditions Acacia Johnson

Tomar café da manhã na varanda da cabine com vista para icebergs e chegar pertinho das temidas focas leopardo a bordo de confortáveis zodiacs na Antártica, brindar com whisky ou vinho quente a visão do sol da meia-noite ou da aurora boreal na Groenlândia, sobrevoar os impressionantes glaciares do Alasca em helicóptero com um pouso surpresa, navegar por entre antigos distritos mercantis da era Meiji ou chegar a casas de samurais no Japão, despertar diante de uma ilha deserta tomada por leões-marinhos em Galápagos, praticar caiaque entre baleias… os novos cruzeiros de expedição garantem experiências autênticas, intensas e exclusivas. E excelentes palestras a bordo sobre cultura, história e vida selvagem tornam essa vivência ainda mais imersiva.

Café da manhã a bordo do Scenic Eclipse, na Antártica Divulgação

Até as grandes armadoras de cruzeiros de luxo são bem-sucedidas nesse sedutor segmento. A Regent Seven Seas, que inaugura em 2023 o luxuoso Seven Seas Grandeur, possui diferentes roteiros de expedição pelo Japão, além de itinerários cheios de aventura que chegam à Antártica e à Terra do Fogo. Em seus navios de médio porte, quase todas as suítes têm varanda privativa e até os serviços de lavanderia estão incluídos.

Os navios e iates de expedição, inicialmente originados de antigas e pouco confortáveis embarcações de pesquisa, evoluíram de maneira impressionante nos últimos dez anos.

TAMANHO É DOCUMENTO SIM

Quanto menor o navio e a capacidade de passageiros a bordo, melhor para as navegações por destinos remotos extremamente protegidos, como Antártica, Groenlândia e Ilhas Galápagos, onde o número permitido de desembarque de viajantes é limitado. Além disso, o alto índice de tripulantes por passageiro cria padrões de serviço totalmente compatíveis com os mais luxuosos hotéis do planeta – e muito, muito espaço a bordo. Os passeios com poucos passageiros garantem rapidez, atenção personalizada e experiências exclusivas em cada destino visitado.

A Swan Hellenic Cruises, que inaugurou recentemente seus dois primeiros navios de expedição, SH Minerva e SH Vega, faz viagens para a Antártica com menos de 200 passageiros em cabines com design escandinavo minimalista, a maioria delas com varanda. Operando em sistema tudo incluído (room service inclusive), ambos foram projetados especialmente para navegar pelos polos em roteiros de aventura e descoberta – como a possibilidade de fazer caiaque entre a selvagem vida marinha. A armadora lançará em breve seu terceiro navio de expedição, o SH Diana, e chegará a 50 países diferentes em seus roteiros.

Restaurante Il Terrazzino, navio Silver Endeavour, da companhia Silversea Matteo Imbriani

A Quark Expeditions, focada em viagens de expedição desde sua fundação, alcança alguns dos lugares mais remotos da Terra com um apelo ambientalmente responsável, incluindo o uso de sistemas capazes de converter resíduos em energia em seus navios. O novo Ultramarine, para 199 passageiros e 140 tripulantes, navega, por exemplo, rumo à exuberante Groenlândia com muito espaço interno, diversos deques externos para maximizar a observação de vida selvagem e dois helicópteros bimotores e 20 Zodiacs de lançamento rápido para garantir aventura completa do lado de fora.

Uma expedição à Antártica é a chance de chegar onde poucos já estiveram David Merron

AVENTURA COM CAVIAR, CHAMPAGNE E MORDOMO INCLUÍDOS

Enquanto os antigos exploradores passaram maus bocados tentando alcançar as chamadas “últimas fronteiras” nos polos, hoje podemos embarcar nesse tipo de aventura com conforto e cheios de mimos, em novos navios e iates de expedição desenvolvidos com os mais modernos estabilizadores, o que garante navegações muito mais suaves até na mítica Passagem do Drake, em direção à Antártica.

O Scenic Eclipse é um desses navios e promete redução de movimento de até 85% graças a seus novíssimos estabilizadores. O primeiro iate de descobertas de luxo do mundo tem capacidade para apenas 228 passageiros (200 nas regiões polares), sistema tudo incluído, todas as cabines com varanda privativa, serviço de mordomo e uma das melhores camas dos sete mares. Tem ainda 550m2 de spa, dez experiências gastronômicas possíveis a bordo e um impressionante Whisky Bar com 135 rótulos diferentes da bebida. Dois helicópteros e um submarino Worx da U-Boat garantem doses extras de beleza natural e adrenalina, sobretudo em destinos como Alasca, Antártica e Galápagos. Em 2023 chegará ao mercado o Scenic Eclipse 2, com o mesmo design da embarcação irmã.

Ser recebido com caviar e champagne e um banho de sais preparado pelo mordomo na sua suíte ao voltar de um passeio? Nos cruzeiros de expedição da Silversea Cruises é possível.

Suíte do navio Silver Endeavour, da companhia Silversea Matteo Imbriani

Seus navios especialmente projetados para esse tipo de viagem oferecem unicamente suítes (a maioria com varanda), amenidades Bulgari e Ortigia, mordomo em todas as acomodações e sistema tudo incluído, de passeios ao room service 24 horas.

Com itinerários focados em fauna, flora e conservação cultural e ambiental, essas embarcações conseguem tirar o máximo proveito de cada chance de avistamento de vida selvagem em lugares remotos

No Alasca, conseguem navegar por caminhos estreitos e cobertos de gelo e chegar pertinho dos mais impressionantes glaciares – e ainda oferecem lindos sobrevoos em hidroavião. Para viagens à Antártica, é a única armadora a sair da cidade de Puerto Williams, no Chile, e acaba de inaugurar a Ponte Antártica Silversea, a rota mais rápida e direta para viajantes que não desejam fazer a travessia do Drake chegarem voando diretamente ao continente gelado. Com uma bela taça de champagne nas mãos, é claro.

    Voltar ao Topo